segunda-feira, 1 de setembro de 2014

UM CAMINHO PARA PROFUNDIDADE

Isaias 35.8-9

Nessas ultimas 8 terças-feiras, nós falamos sobre profundidade, nós aprendemos sobre viver em profundidade...e nessa noite eu gostaria de convidar você para relembrarmos um pouco daquilo que foi falado nessas últimas terças-feiras.

Na primeira terça-feira, nós falamos sobre a GERAÇÃO DA PROFUNDIDADE, onde nós aprendemos que, tudo aquilo que nós temos vivido são apenas 10% daquilo que Deus tem para nós, e tiramos por exemplo o ICEBERG que toda aquela imensidão que se vê para fora da água são apenas 10% do seu tamanho, que a maior e melhor parte estão na profundidade, estão a baixo da superfície.

Ai então, começamos a nossa série de 7 mensagens sobre profundidade, um série de mensagens onde nós aprendemos que Deus quer que nós passemos a viver uma vida de profundidade.

Nós falamos sobre PROFUNDO X SUPERFICIAL, UMA GERAÇÃO CAIDA, UM CONVITE PARA UMA VIDA EM PROFUNDIDADE, O PERFIL DE UMA GERAÇÃO PROFUNDA, O PREÇO PARA UMA VIDA EM PROFUNDIDADE, O LEGADO DE UMA GERAÇÃO PROFUNDA....E HOJE NÓS QUEREMOS FALAR SOBRE “UM CAMINHO PARA A PROFUNDIDADE”

Há um caminho, traçado por Deus, pelo qual atingimos níveis de profundidade antes nunca sonhados pela maioria de nós aqui. Ele nos leva para um processo, um ciclo que dura por toda uma vida.
Deixa eu explicar melhor para você...Existe um fenômeno nos oceanos, em que as águas que circulam no fundo dos oceanos e são muito ricas em nutrientes. Riquezas que vem da morte dos seres que lá habitam.

Os restos dos cadáveres destes seres são transformados por bactérias em nutrientes, e são preservadas a tal profundidade em virtude da existência de uma barreira física nos oceanos. Essa barreira divide, separa as águas profundas das superficiais (PECADO FAZ DIVISÃO ENTRE NÓS E DEUS) impossibilitando que haja mistura entre elas; essa mistura, essa barreira que separam o profundo do superficial se chama “TERMOCLINA”.

Só que essa “TERMOCLINA” não é perfeita, e em alguns pontos do planeta, em determinadas ocasiões essa barreira é quebrada, é quando as águas profundas afloram gerando uma explosão na superfície...quando nós conseguimos romper a barreira que nos separa de Deus, quando nós conseguimos romper, ai então há uma explosão de vida, aquilo que não existia passa a existir, aquilo que parecia impossível passa a ser possível, aquilo que antes parecia tão longe agora está tão perto, porque quando você rompe, você passa a viver um fenômeno chamado RESSURGÊNCIA.

Da mesma maneira, Deus nos leva as profundezas, onde há entrega, renuncia e a morte do velho homem, e ai então “RESSURGE UMA PESSOA TRANSFORMADA”
Deus nos levanta como uma geração que RESSURGE DAS PROFUNDEZAS QUE ROMPEM BARREIRAS PARA NUTRIR UMA GERAÇÃO QUE SE ENCONTRA NA SUPERFICIALIDADE, GERANDO VIDA EM ABUNDÂNCIA.
Nós temos que entender que a morte é um PRÉ-REQUISITO para a VIDA!!!

O verdadeiro discípulo de Jesus, vê uma oportunidade na morte, portanto se entrega, como Jesus se entregou, para que através da sua morte, haja vida.
Nós temos que morrer para o mundo, morrer para o velho homem, e viver para Cristo.
Porque quando você morre para o mundo, a sua vida não termina, é ai então que ela começa.
Ai então, Deus estabelece isso como um ciclo, a superficialidade, então é um estágio inicial em que somos desafiados a romper, até alcançar os níveis mais profundos.
Deus deseja nos levar ao lugar da revelação, até nos fazer entender que nosso papel não é somente desfrutar sozinhos das profundezas, mas retornar à superfície para conduzir outros a experimentar o que vivemos.

Eu quero dizer para você, que levar outros a experimentar esse caminho, não é uma tarefa simples...nós temos o exemplo de Moisés, que apesar de se consagrar e ter a mão de Deus em tudo que fez, estava diante de uma geração rebelde e de coração endurecido.
Como resultado da dureza do povo, Deus não permitiu que saíssem do deserto. Muitos ficaram andando em círculos até a morte por não se inspirarem na vida de Moisés.

Nós estamos tentando mostrar para você as vantagens, as maravilhas de se viver uma vida em profundidade, mas cuidado para você não ficar igual ao povo que saiu do Egito...ficava andando em círculo até a morte.
E mesmo correndo o risco, de ficar andando em círculos e morrer, sem que tenham experimentado o melhor de Deus para suas vidas, as pessoas fogem de viver uma vida de profundidade, porque sabem que lá está a cruz, está o fogo.

E com suas escolhas negam a cruz, porque suas vidas já não produzem mais o fogo do Espirito... “ E DAI O QUE NÃO É FOGO, E É LANÇADO NELE SE QUEIMA, MAS O QUE É FOGO QUANDO SE UNE AO FOGO AUMENTA SUAS BRASAS...”
Por isso que a maioria corre dos cultos de oração...para não se queimar
Mas você não, você está aqui, porque o fogo do Espirito Santo está ardendo em você e agora ele vai aumentar mais e mais ainda.

Ninguém pode dizer que se ENCONTROU COM DEUS sem ter a sua vida alterada sem ter marcas de águas profunda, marcas da profundidade.
Menino atropelado por um caminhão, mas disse que não sofreu nada, apenas um arranhão no dedo.
Certamente ninguém acreditaria...
Quando nós nos encontramos com Deus, quando nós passamos a viver em profundidade, não prestamos pra mais nada que não seja viver para Ele.

O caminho para vivermos com Ele, e para ele já foi estabelecido...
Seja parte da geração que escolheu viver o evangelho, pela revelação, pela experiência que teve nos lugares profundos e pelos encontros pessoais com Deus no seu dia-a-dia.


Mergulhe em um romance com Deus, resolva ir mais fundo, e dessa forma esteja pronto para responder a Deus.

UMA CONVITE PARA UMA VIDA EM PROFUNDIDADE

Ezequiel 47:1-5

Há um convite, um chamado da parte de Deus para vivermos em sua presença. Assim aconteceu com Ezequiel, um anjo apareceu-lhe o convidado a andar pelas águas que fluem do altar do templo, a à medida que Ezequiel aceitava o chamado, maior era o nível de profundidade atingido por ele.
Até chegar ao ponto em que as águas o cobriram totalmente, perdendo o domínio do seu próprio corpo, deixando que as águas o levassem.

As águas eram profundas e Ezequiel não podia mensurar sua profundeza. Fomos criados para isso. Deus está à procura desta geração: que vai ouvir a sua voz, e, em obediência ao seu chamado, irá mergulhar em busca das profundezas.
A presença de Deus é a profundidade que todas precisamos e, portanto, viver fora dela não tem sentido, nos faz perder a razão. Por isso o Espírito e a noiva dizem vem; Jesus nos convida para sairmos dos lugares rasos. A geração que quer fazer pare do mover de Deus para esses dias precisa estar onde Ele está. Buscar os lugares onde Ele se encontra. Não iremos encontra-lo na superficialidade, precisamos ter disposição para ir mais fundo para termos comunhão com Ele.

A profundidade é o lugar da revelação da vontade de Deus, e do Seu proposito. Uma geração que escolhe viver no raso está vivendo fora do propósito de Deus. Viver na rasura é viver sem a compreensão clara de Sua vontade.
Quem vive no raso sempre terá dificuldades para compreender posicionamentos, valores e princípios do reino de Deus, e normalmente irá se opor a eles, pois o problema está na posição que ocupam, afinal não se pode entender as coisas do profundo estando no superficial.

Samuel foi achado por Deus em um tempo de sequidão espiritual em Israel, um tempo de rasura. O proposito era que ao ouvir a voz de Deus, ele se levantasse em seus dias para promover um tempo de mudança. A geração de Samuel foi despertada para substituir uma geração caída, tal como João Batista, que clamou no deserto. A sua voz era um clamor por despertamento para que uma geração se arrependesse e endireitasse seus caminhos.
A carta destinada á igreja de Laodicéia termina com um compromisso em recompensar o seu arrependimento, e essa recompensa fala de um convite, uma chamada à intimidade. O anjo fala do desejo de Deus em entrar na casa e cear com a igreja.

“Eis que estou à porta e bato. Se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei e cearei com ele, e ele comigo.” Apocalipse3.20
Entrar na casa e compartilhar da ceia é um convite à intimidade, um chamado para abandonar um relacionamento superficial com Deus e ir mais fundo com Ele. Deus tem um clamor em Seu coração e um dos Seus gritos para nossa geração se refere à busca da profundidade. Nossos dias são cruciais, e como em qualquer tempo decisivo da história, Deus levantou homens para chamar uma geração para outros níveis.

Quando respondemos ao chamado de Deus para irmos aos níveis mais fundos, estamos nos posicionando em nosso tempo para responder a um clamor do seu coração para os nossos dias.
Uma vez em uma viagem, visitei um parque onde havia uma placa anunciando um mergulho no fundo do mar.
O medo de ir para as profundezas pode nos paralisar no raso. O convite, o chamado de Deus é para confiarmos nele, e nos lançarmos no profundo, mesmo com o medo do desconhecido, Ele nos chama para confiar. À medida que você se entrega e mergulha, você vai perdendo o prazer pelo pecado e as suas decisões e escolhas passam a ser mais enraizadas e invariáveis. 

O seu estilo de vida passa a ser influenciado pelo meio que você escolheu viver.

Aceite o convite, abra a porta, deixe-o entrar, busque a intimidade. Não viva sem perceber, esteja atenta à voz de Deus. Responda a esse clamor estando posicionado; vença seus medos e mergulhe.

UMA GERAÇÃO CAIDA

1 Samuel 3:1

Vivemos dias como o tempo de Samuel. Não podemos perder a sensibilidade, ignorar a maldade que está diante de nós. Como mencionava o texto acima, Israel naqueles dias experimentava um tempo de sequidão espiritual.

Dias em que o sacerdócio foi manchado por escândalos, decepções, ministérios caídos que levam  Cristo e sua igreja ao descrédito, não havia profundidade em relação à palavra de Deus; uma geração que conhece a Deus cada vez menos, e poucos profetas se levantam em nosso tempo para anunciar um mover da parte de Deus.

Samuel é chamado por Deus em um tempo de caos...e assim como Deus chamou a Samuel ele chama você hoje, vs11. E o Senhor disse a Samuel: “Vou realizar em Israel algo que fará tinir os ouvidos de todos os que ficarem sabendo.”
A linguagem dos sacerdotes que deveriam substituir Eli estavam na pratica do pecado, manchando o sacerdócio. Os filhos de Eli seus substitutos legais se corromperam, zombaram dos sacrifícios feitos ao Senhor, se deram à sensualidade e à pratica da prostituição em seus dias. Por isso Deus levantou a Samuel...

                        “Os filhos de Eli eram ímpios, não se importavam com o Senhor”
                        O pecado desses jovens era muito grande à vista do Senhor, pois eles estavam tratando com desprezo a oferta do Senhor.

1 Samuel  2:12-17
Deus viu que precisava de alguém com sangue novo, alguém que estivesse disposto a ir para a profundidade, por isso Deus escolheu a Samuel, Deus chama hoje você para ir a profundidade, Deus escolheu você para resolver o caos da sua casa, da sua empresa, do seu serviço, da sua escola...Deus achou graça em você.

Noé chamado por Deus em um tempo de pecado...
A geração dos dias de Noé também foi vista por Deus como uma geração caída, que se distanciava cada vez mais de Deus, “Ora, a terra estava corrompida aos olhos de Deus e cheia de violência.” Genesis 6.11

Estavam todos dispersos, vivendo suas próprias vidas, distraídos com seus próprios prazeres. Pensavam em coração não se ser aquela a hora ou não ser necessário entender e seguir os propósitos de Deus. A bíblia diz que nos dias anteriores ao dilúvio, todos comiam e bebiam  - Lucas 17:26 – se casavam e se davam em casamento, até o dia em que Noé entrou na arca.

Eu quero dizer para você,  Deus não quer que você simplesmente entre na arca, Noé entrou na arca e salvou pelo menos a sua família, e você, está tentando trazer pelo menos a sua família para dentro da arca???
1.    Vivemos dias exatamente como os dias de Noé, estamos diante da era da distração.
Um cenário está preparado, moldado. Para manter uma geração inteira dispersa. Este é um tempo em que as pessoas estão buscando unicamente suas realizações pessoais. Casam e se dão em casamento sem nenhum proposito, distraídas e voltadas aos seus próprios interesses. Nesse cenário, a maioria perde a noção do que Deus está fazendo, perde seus ensinos, e acabam ignorando a verdade. 

São levadas a acreditar que possuem todo tempo do mundo ou que podem viver suas religiões as suas maneiras, que ainda assim estarão próximos de Deus.
Nosso momento é de declínio espiritual em que o homem decide acreditar cada vez mais na mentira maligna de que é possível viver sem Deus.

Mas, como Noé foi achado pelo olhos do Senhor em um tempo como este, que ele nos ache em meio a uma geração corrompida. Assim como Samuel, sejamos uma resposta à procura de Deus, e façamos parte de uma geração que trará restauração para os nossos dias.

Nestes dois momentos registrados na palavra, observamos que os textos mencionam a atenção de Deus para o que estava se passando naquele momento da historia.
2.    Nos dias de Noé Deus viu a corrupção daquela geração
3.    Nos dias de Samuel, Deus resolve chama-lo, porque viu a queda do sacerdócio.
Ao olhar para os nossos dias Deus também vê uma geração caída, sem valores, com princípios ignorados.

Agora é diante dessa realidade que Deus deseja despertar uma geração, que possa responder a Ele de maneira diferente, como Noé e Samuel responderam no tempo da sua oportunidade.
Mas precisamos ser tomados por essa sensibilidade espiritual para enxergar com os olhos de Deus o caos que está diante de nós. 
(Precisamos estar na profundidade)
Quero dizer para você nessa noite, que esse é o retrato da nossa geração. A resposta que iremos dar fará toda a diferença, pois somos a única geração que pode responder a esta, somos a geração da profundidade. 

Que o nosso posicionamento traga revelação, restauração, e nos conduza a uma vida que agrade e honre a Deus no tempo que nos deu para viver. Que o nosso posicionamento possa começar ser percebido por nossos familiares e amigos, para que possamos através de nossas atitudes alcançar mais um.


VIVENDO EM PROFUNDIDADE

Romanos 11.33

Deus está em busca de uma nova geração.
Explorar as profundezas do mar sempre fascinou o homem. Desvendar os mistérios que lá se encontram se tornou uma obsessão. Até que em 23 de Janeiro de 1960 o homem chegou ao ponto mais profundo dos oceanos pela primeira vez. 

O Batiscafo (submergível de exploração em regiões de águas ultra-profundas) “Trieste”, da marinha Americana, tripulado pelo oceanógrafo suíço Jacques Piccard e o tenente Americano Don Walsh, desceu a profundidade de 10.916 metros, no local batizado como ChallengerDeep, na Fossa das Marianas, Costa das Filipinas. Esse recorde até hoje não foi superado.
Não havia como tirar fotografias, uma vez que as janelas do batiscafo foram reduzidas ao tamanho de moedas para melhor resistir à pressão.
Os aventureiros passaram apenas 20 minutos no fundo oceânico, em uma expedição que durou ao todo 9 horas.

A aventura só seria repetida mais de cinco décadas depois, pelo cineasta James Cameron, isso de seve ao fato da Marinha Americana negar-se a financiar novas missões. A escassez de resultados do mergulho de Trieste fez-se concluir que explorar o espaço seria, teoricamente, mais fácil do que explorar as profundezas dos oceanos, o que fizeram com que as investigações do mar profundo parecessem sem importância e um tanto antiquadas.

PROFUNDIDADE nos fala de atingirmos outros níveis, de sairmos do raso. Diante do convite que nos assedia para vivermos uma vida superficial, entretidos com tantas coisas, é desafiador buscar a profundidade, caminhar em direção à vida que Deus tem para nós.
Tudo o que se pode ver na superfície não se compara ao que é encontrado em profundidade. A mais alta montanha acima  da superfície da Terra, o monte Evereste, com seus 8.844 metros de altitude, conhecida como “ teto do mundo”, não se compara a profundidade encontrada na fossa mas Marianas, oceano Pacífico.

Para chegar lá é preciso mergulhara uma profundidade equivalente ao Everest e continuar descendo por mais 2 mil metros. Ao todo são mais de 11mil metros de profundidade.

Estar na superfície te limita a ver apenas 10% de um iceberg, mas se você mergulhar poderá enxergar sua verdadeira grandeza.
Se você decidir ir mais fundo, irá experimentar ver coisas maiores!!! Se você decidir mergulhar nas profundezas da adoração você vai ver Deus fazer coisas na sua vida que você nunca tinha sonhado.

Se você mergulhar você vai ver a verdadeira grandeza de Deus.
Ir mais fundo, abandonar a zona da SUPERFICIALIDADE é o convite que Jesus fez aos seus discípulos em todos os tempos. Em nossos dias não é diferente, Ele continua nos chamando para o lugar onde Ele está. O profundo nos fala de atingir níveis ainda não alcançados em nosso relacionamento com Deus, a profundeza é um lugar de intimidade. A profundeza nos causa um desejo incontrolável por ganhar almas, por fazer a vontade de Deus...

Você sabia que Deus tem fome??? Fome por almas e a única maneira de nós saciarmos a fome de Deus é lhe dando almas, e nós só conseguimos fazer isso quando resolvemos ir além, ir ao mais profundo para alcançar o perdido...umas das últimas coisas que Deus nos deixou dito foi...IDE E FAZEI DISCIPULOS
Ao andar com Jesus, os discípulos eram encorajados e desafiados a alcançar níveis mais profundos.

1.    Pedro foi chamado para ir ao encontro de Jesus sobre as águas, e ali foi  encorajado a vencer seus medos.
2.    Tomé foi confrontado por sua incredulidade e Jesus se apresentou novamente a ele, quebrando suas dúvidas.
3.    Paulo sofreu uma queda e por três dias ficou cego. Ali teve seu ego tratado e se encontrou com Jesus de maneira real.

Temos que provocar algo que seja profundo e não superficial. temos que ser a geração da profundidade, adoração do íntimo. Ninguém que vive  uma vida de profundidade quer voltar e viver uma vida superficial.
Temos que ser a geração da profundidade, adoração do íntimo.
Jesus chamou homens rasos e os conduziu às profundezas de uma vida com Ele. Essa vida em profundidade produziu homens diferenciados que marcaram o tempo em que viveram e que arriscaram suas vidas e até mesmo a perderam, para o chamado de Deus. Deus te chama hoje para sair da superfície e vir para as profundezas para se tornar um referencial...porque qual é a historia que você tem deixado para os que estão vindo???

Nós temos vivido em um tempo onde a superficialidade tem reinado em nosso meio, onde o maligno tem usado de diversas formas e maneiras para atrair as pessoas para uma vida de superfície uma vida de comodismo...Deus chamou homens e suas vidas foram referenciais de loucura, de confronto ao pecado...Deus te levanta hoje para confrontar o pecado, para sair do comodismo, Deus te chama hoje para ser um referencial de loucura... “Pois a mensagem da cruz é loucura para os que estão perecendo, mas para nós, que estamos sendo salvos, é o poder de Deus.”

Deus diz para você hoje...levanta, coloca-te em pé que eu falarei contigo, o Senhor diz para nós hoje, é tempo de conquistar, é tempo de alcançar vidas, é tempo de pregar a palavra, é tempo de saciar a minha fome, porque eu tenho fome de almas...porque aquele que ganha almas sábio é, saia da superfície e venha para as profundezas da adoração.

Há um forte clamor que ecoa do coração de Jesus para alcançar os ouvidos de uma geração que esteja disposta a ir além da superfície, uma geração que esteja disposta a ganhar almas, uma geração que esteja disposta a responder ao chamado.

Que a partir de hoje, os lugares secos e rasos se tornem mananciais em sua vida e que torrentes de água arrastem você a lugares profundos, onde crescemos em Deus e recebemos revelação do Seu propósito. Meu desejo é que a partir de hoje você se sinta encorajado a se posicionar de maneira radical, a ponto de se recusar a viver nos lugares superficiais.


Hoje Deus te convida para experimentar as profundezas.